Governo facilita expansão de empresas do segmento offshore

A definição de estratégias de apoio às empresas que atendem a nova dinâmica da cadeia produtiva offshore segue como prioridade para o governo que acompanha de perto os novos projetos em desenvolvimento e expansão no município, a partir dos investimentos já consolidados pelo segmento do óleo, gás e da energia na Bacia de Campos.

Este trabalho foi destacado pelo prefeito Welberth Rezende em visita realizada nesta quarta-feira (17) à base da Aggreko no condomínio industrial de Cabiúnas, empresa que atende aos segmentos onshore e offshore através do aluguel e manutenção de geradores de energia alimentados a diesel e também pela oferta de gás natural.

Na visita, o prefeito foi recebido pelo Gerente Geral Brasil da Aggreko, Marco Contin, junto ao Gerente de Operações Brasil, Eduardo Giglio e o Gerente de Operações Oil & Gas, Marcio Arinos.

Welberth descreveu os investimentos de projetos que compõem o novo portfólio de Macaé como “Cidade Energia”, que concentram cerca de US$ 27 bilhões no desenvolvimento de produção na Bacia de Campos e instalação do novo gasoduto conhecido como “rota 5”, a projeção de abertura de 50 mil novos empregos, além da consolidação de projetos como o Tepor, a nova planta do gás e a fábrica de produção de gás natural liquefeito (GNL).

“Vivemos um momento incrível na cidade, trazendo de volta a esperança e a perspectiva de uma vida melhor para a população através da oferta de empregos. A indústria do petróleo projeta a expansão da cidade com efeito direto nas demais atividades econômicas que também contribuem com o crescimento de Macaé, como o comércio, o mercado imobiliário, a construção civil e turismo. Estamos dispostos a ouvir, discutir e implementar todas as ações que fortaleçam e garantam o futuro do nosso município”, apontou o prefeito.

A referência de Macaé como o principal polo de operações para a nova dinâmica de desenvolvimento de projetos ligados ao segmento offshore também foi reforçada pela equipe de operações da Aggreko.

“Nos impressiona a nova realidade de potência da cidade. Apostamos em Macaé por demonstrar infraestrutura e capacidade de crescimento. E poder contar com o apoio do município é muito importante em nosso processo de operação e também de novas expansões”, apontou Marco Contin, Gerente Geral Brasil da Aggreko.

O crescimento do arranjo produtivo do petróleo na cidade a partir de decisões de investimentos tomadas com o apoio da gestão municipal foi destacada pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna.

A comitiva da prefeitura também contou com a participação dos Secretários de Trabalho e Renda, Cristiano Gelinho, de Relações Institucionais, Tito Simões, de Políticas Energéticas, Tiago Rocha, e do Procurador Geral do Município, Fabiano Paschoal.

Qualificação e contratações
A visita a Aggreko também fortaleceu a estratégia do governo em identificar junto às empresas do segmento de óleo, gás e energia demandas por contratações de profissionais para atuação em novos projetos.

“Já levamos a Petrobras a necessidade de revisão da exigência de dois anos de experiência para profissionais que atuam em alguns segmentos da indústria, uma pauta que também é compartilhada pelas empresas que assumem novos contratos. É o caminho para garantir, tanto o primeiro emprego para os nossos jovens, quanto para quem aguarda a oportunidade de retornar ao mercado”, destacou o prefeito.

A criação de um programa de formação interna de mão de obra específica, através da parceria com grandes operadoras do segmento de óleo e gás, foi destacada também por Marcio Arinos, Gerente de operações Oil & Gas da Aggreko.

A gerente de RH Brasil da empresa, Renata Seixas e o gerente de vendas Brasil, Mauro Regra, também participaram do encontro com o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *