Vigilância Sanitária de Cabo Frio interdita estabelecimentos em Cabo Frio

Inspeções estão sendo realizadas diariamente no coméricio do município

De olho no cumprimento das exigências higiênico-sanitárias em supermercados, restaurantes e lanchonetes de Cabo Frio, a Superintendência de Vigilância Sanitária, órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde, realizou diversas interdições de estabelecimentos comerciais, nos últimos dias. Ao todo foram três supermercados, cinco cozinhas de restaurantes e lanchonetes e dois depósitos.

Todos passaram por inspeção, após a Vigilância Sanitária receber denúncias diversas relatando problemas como presença de roedores, produtos vencidos, estragados ou mal-condicionados. Nesta sexta-feira (14), um supermercado localizado no Centro, foi parcialmente interditado. Na Rua Porto Alegre, no bairro Palmeiras, cinco cozinhas e dois depósitos de bebidas também foram fechados.

De acordo com o superintendente de Vigilância Sanitária, Emanuel Molina, todos os estabelecimentos comerciais foram notificados e receberam prazos para que obras e adequações fossem realizadas, para a desinterdição.

“No caso do supermercado do Centro, a equipe encontrou produtos sem datas de validade, sem condições de consumo. Foram 59,65kg de ponta de frios, 12,45kg de pizza da casa, 16,75kg bacon fatiado, 2kg de carne seca, 14,4kg de queijo prato fatiado e 2kg de linguiça paio localizados nestas condições e descartados. Além disso, parte do depósito de bebidas foi interditado por estar em condições insalubres”, relata o superintendente.

Ainda segundo ele, o mercado recebeu um prazo de sete dias para regularizar a situação. A equipe de fiscalização da Vigilância Sanitária voltará ao local para verificar se as medidas corretivas foram implantadas.

Já na Rua Porto Alegre, no início da tarde deste sábado (15), a Vigilância Sanitária retornou aos estabelecimentos que tiveram as cozinhas interditadas e das cinco, três foram liberadas após realizarem obras e atenderem às exigências sanitárias. A equipe de inspeção retornará na segunda-feira (17) para verificar os estabelecimentos que não foram encontrados abertos neste sábado.

Na quinta-feira (13), a Vigilância Sanitária interditou os setores de padaria e de corte de legumes de um supermercado, localizado no bairro Jardim Flamboyant. O estabelecimento comercial já tinha passado por inspeção no dia anterior e ambos os setores estavam fechados, com funcionamento proibido, até a realização de uma obra para as melhorias e adequações exigidas pela Vigilância Sanitária. No dia 16 de março, o local já havia recebido uma multa no valor de R$ 2 mil pelo não cumprimento das normas.

“O mercado não obedeceu às determinações e continuou a fabricação e vendas de pães, mesmo estando a padaria e o setor de corte de legumes em condições insalubres, em pleno descaso com a saúde pública. Desta forma, interditamos novamente os setores e demos prazo de sete dias para que o mercado finalize a obra já iniciada e atenda a todas as exigências sanitárias”, conta Emanuel.

Já na terça-feira (4), a Vigilância Sanitária interditou e multou outro supermercado localizado no Centro. O estabelecimento permaneceu fechado até que todas as irregularidades fossem sanadas. As visitas de inspeção foram realizadas na segunda (3) e terça-feira (4), quando foram encontradas condições insalubres no depósito, como acúmulo de lixo, pontos com mofo e irregularidades no armazenamento dos produtos.

Denúncias podem ser feitas na sede da Vigilância Sanitária, localizada na Rua Visconde do Rio Branco, 130/ Fundos, no bairro São Cristóvão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *