Encontro Municipal de Educação Escolar Quilombola é realizado em Maria Joaquina

Atividade aconteceu na Associação Remanescente do Quilombo de Maria Joaquina nesta quarta-feira (10)

Cabo Frio realizou, nesta quarta-feira (10), o 1º Encontro Municipal de Educação Escolar Quilombola. Com o tema “A Escola Quilombola que Queremos”, a atividade foi aberta à toda comunidade escolar da cidade, e aos representantes dos quilombos e das unidades escolares, localizadas em território remanescente. O encontro foi realizado na Associação Remanescente do Quilombo de Maria Joaquina, no bairro Maria Joaquina.

A atividade proporcionou uma troca de experiências com as comunidades remanescentes de quilombos no município de Cabo Frio e buscou fortalecimento das políticas públicas que garantam a formação continuada aos profissionais da educação e suas equipes diretivas.

Membros da OAB e representantes das cinco comunidades marcaram presença no evento: Maria Romana, Preto Forro, Botafogo, Maria Joaquina e Espírito Santo. A comunidade de São Jacinto, que está em processo de reconhecimento, também contribuiu com o evento.

Na ocasião, foram realizadas palestras com os temas: Educação Escolar Quilombola: O que é?; as implicações na legislação escolar das escolas quilombolas; a cultura, as tradições e as ações afirmativas de uma escola quilombola.

Também aconteceu o lançamento do projeto “Do Quilombo Para o Prato Escolar”, iniciativa de resgate da cultura alimentar quilombola, que envolve as equipes de nutrição e de pedagogia das unidades que atendem alunos das comunidades quilombolas. No cronograma, haverá um momento de discussão do projeto com as comunidades.

“Este encontro busca ações afirmativas para consolidação das leis que regulamentam o ensino da cultura afro-brasileira e indígena no nosso país. Temos sempre que ouvir a comunidade para saber se efetivamente eles desejam que as escolas sejam transformadas e tenham seu currículo próprio de escola quilombola, e precisamos buscar essa equidade social para os nossos estudantes. Podemos ter em Cabo Frio a primeira diretriz curricular do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou a gestora educacional, Márcia Tardelli.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *