Capacitação para profissionais da Educação

Curso reuniu profissionais do Ensino Fundamental I Segmento e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Enfatizando a temática “Alfabetizar, de quem é a responsabilidade?”, a Secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra, por meio da Coordenação Pedagógica, deu início na terça-feira, 20, ao Programa de Formação de Práticas Pedagógicas, no auditório da instituição, objetivando a capacitação de profissionais do Ensino Fundamental I Segmento e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Nesta terça-feira, 21, será a vez dos profissionais do 4º e 5º anos e IV e V Fases da EJA participarem de uma oficina sobre a Matriz de Referência da Língua Portuguesa, ministrada pela coordenadora pedagógica de Códigos e Linguagens, Alice Araújo. Já nos dias 3 e 4 de julho, os professores da Educação Infantil também estarão se capacitando.

Entre os assuntos em destaque, a importância da leitura no processo de alfabetização, e a capacitação do professor, seja em programas desenvolvidos pela Secretaria ou fora do contexto escolar, uma vez que, o educador, para repassar o conhecimento deve estudar para conhecer e ter entendimento abrangente sobre o que deve e como ensinar.

“As formações são importantes já que, em sua maioria, o professor não tem tempo para pesquisar e estudar. Há ainda a questão da resistência, ou seja, por já ter uma formação pensam que estão prontos. Esse tempo da formação é um momento de reflexão da prática, para saber o que é preciso melhorar, e mudar, dentro da sala de aula” frisou a coordenadora da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Érika Alves, destacando que ensinar os conteúdos deve ter significado, com sentindo, possibilitando a alfabetização de fato do educando.

Pensando uma forma de envolver os professores, a coordenação viabilizou a formação em dois turnos, possibilitando a participação efetiva dos interessados.

O professor do 3º ano do ensino fundamental I, Douglas Santos, elogiou o trabalho da coordenação pedagógica e disse que ações como essa são fundamentais e esclarecedoras para o bom andamento do trabalho do educador. “É importante este auxílio, pois aperfeiçoa o nosso trabalho, enquanto profissionais da rede. Foi muito prazeroso, também, reencontrar os colegas de profissão e trocar ideias tão relevantes para o bom andamento do nosso trabalho”, pontuou.

A coordenação pedagógica da SEMEC já está planejando para o segundo semestre a implementação de oficinas de trabalho para a capacitação de profissionais do ciclo alfabetizador. “A ideia é mostrar que é possível desenvolver atividades lúdicas que envolvam o educando. Também estaremos disponibilizando momentos de aprendizagens por meio de oficinas, como: gêneros literários, plano interdisciplinar, cartografia, produção textual e outros, possibilitando esclarecimentos quanto ao seu desenvolvimento”, comentou a coordenadora da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, Wanessa Vilela.

– Acreditamos que a formação continuada em serviço é fundamental para fomentar as práticas pedagógicas nas unidades escolares e possibilitar a troca de experiências entre os profissionais da Educação, disse a coordenadora da EJA, Joyce Sena.

Também estiveram presentes ao evento, a coordenadora da EJA, Luciana Paula e a subsecretária de Educação e Cultura, Denise Gomes, que durante sua explanação reafirmou a necessidade de mudança no processo de ensino, visando à alfabetização do aluno até os oito anos de idade, conforme assinala o Plano Nacional de Educação (PNE) Meta 5.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.