Câmara de SJB promove reunião sobre interdição de quiosques

camara 2

Tendo em vista o atual momento enfrentado pelos proprietários de quiosques localizados no litoral entre Grussaí e Atafona, a Câmara de São João da Barra promoveu uma reunião na tarde de hoje (7) para esclarecer as dúvidas dos proprietários a respeito da sentença da Vara Federal, que ordenou a interdição dos quiosques (da região entre a Avenida Atlântica e a linha de preamar, a partir da Rua João Batista de Almeida, até a margem esquerda da Lagoa de Grussaí, e na margem direita da Lagoa de Grussaí) tendo em vista a prevenção do meio ambiente.

A reunião contou com a participação dos vereadores, dos proprietários dos quiosques; do secretário de Meio Ambiente do município, Marcos Sá e do procurador geral do Executivo, Jeferson Nogueira Fernandes.

— Esta reunião foi organizada para esclarecer aos comerciantes sobre como eles devem proceder e agir, até o julgamento final da sentença. A princípio, não haverá a demolição e sim, a interdição do funcionamento. Deixando claro que, outros municípios vêm passando por isso, também — relatou o procurador geral.

Alguns donos de quiosques de Atafona lembraram a promessa antiga da construção de um Polo Gastronômico no distrito. “Polo Gastronômico para Atafona é promessa antiga e nós esperamos que ela seja cumprida. Porque muitos tiram sustento financeiro deste trabalho”, explicou o comerciante Nelson Souza.

Na sessão da última terça-feira (05), os vereadores Aluizio Siqueira e Alex Firme solicitaram ao prefeito Neco a construção de um Polo Gastronômico em Atafona.

— A Câmara foi procurada pelos amigos proprietários de quiosques para articular uma reunião com o Executivo em busca de esclarecimentos sobre a decisão judicial e soluções que estão sendo tomadas para diminuir os impactos financeiros e ambientais — concluiu o presidente da Câmara, Aluizio Siqueira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.