Consumidor troca OK por usado e vendas crescem 5,1%

Mesmo com queda de 18,3% em junho, usados têm alta expressiva no semestre, ao contrário do mercado de novos, que caiu 7,3%.

A queda de 7,3% nas vendas de carros novos no primeiro semestre indica que o consumidor não aceitou o aumento do preço imposto pelas montadoras no início do ano: foi o maior aumento de preço e a maior queda de vendas nos últimos anos.

Afugentado do mercado de novos, o consumidor partiu para o usado, uma opção mais barata e mais inteligente do ponto de vista financeiro. Além de se livrar do primeiro emplacamento, ao comprar um seminovo o consumidor estará obtendo um bem já depreciado. O índice Autoinforme/Molicar de Depreciação, que avalia quanto cada carro perde de valor depois que sai da concessionária, indica que, na média, o carro zero vendido no Brasil perde 15% no primeiro ano de uso e 9% no segundo ano.

Essa situação tem atraído o consumidor este ano e fez com que o mercado de usados caminhasse em sentido contrário ao dos novos. Dados da Fenauto, a Federação das Associações dos Revendedores de Veículos, revela crescimento de 5,1% nas vendas de carros e comerciais leves usados no primeiro semestre do ano. De janeiro a junho foram vendidas 4.679.070 unidades, contra 4.453.430 no mesmo período do ano passado.

Os dados revelam que também o mercado de usados foi afetado negativamente pela Copa do Mundo, apresentando uma queda expressiva de vendas no mês de junho em relação a maio: 726.514 unidades, 18,3% a menos que no mês anterior. Em relação a junho do ano passado a queda foi de 4,4%.

Os revendedores de automóveis, porém, não se surpreenderam com a queda em junho, não apenas por causa dos feriados da Copa, mas porque é um mês de férias escolares, o que normalmente causa um impacto no comércio de carros usados.
“O mais importante – assinalou o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, é que prosseguimos em franca recuperação. Nossa expectativa é que, com o retorno do movimento normal das atividades, o mercado traga resultados positivos nos próximos meses.”

O crescimento das vendas de usados no ano, incluindo caminhões e motos, foi de 4,6% em comparação com o primeiro semestre do ano passado.

Os carros mais vendidos

Por sua longa história (34 anos de vida) e a permanência por 27 anos no topo do ranking dos carros novos mais vendidos, o Gol é, de longe, o usado mais vendido no Brasil. No semestre, foram 526.646 transferências, quase o dobro do segundo colocado, o Uno, que teve 316.896 unidades vendidas nos seis primeiros meses do ano.

O Palio, com 288.790 unidades, aparece em terceiro lugar, seguido do Celta (174.758) e do Corsa, quinto colocado com 174.343 usados vendidos no semestre.

Completam a lista dos dez usados mais vendidos este ano, nesta ordem, Fiesta, Fox, Strada, Classic + Corsa sedã e Siena. Observe que, da mesma forma que no ranking de novos, os mais vendidos no mercado de usados são carros pequenos, de entrada.

Créditos: Uol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.