Romário deixa PSB sem explicar o motivo

Destino mais provável seria o PR, partido do ex-governador Anthony Garotinho, pré-candidato ao governo do Rio

romario

 Rio – O deputado e ex- jogador de futebol Romário (RJ) usou o Twitter para anunciar sua desfiliação do PSB, partido pelo qual foi eleito e entrar no PR. No entanto, Romário não explicou as razões de sua saída.

“Acabei de entregar ao presidente do PSB do Rio de Janeiro, Alexandre Cardoso, a minha desfiliação da legenda. Estou a caminho do TRE para oficializar o pedido. Obrigado a todos pelo apoio”, afirmou por meio da rede social.

Embora o parlamentar não tenha anunciado, o destino mais provável era o PR, partido presidido no Rio pelo ex-governador Anthony Garotinho, pré-candidato ao governo do Estado em 2014.

“Está tudo certo, as conversas estão bastante adiantadas. Demos total liberdade ao Romário. Ele poderá ser candidato a deputado federal, ao Senado. E ele tem a garantia de que, se quiser, poderá ser candidato a prefeito em 2016″, afirmou Garotinho.

Baixinho queria Prefeitura

Como informou o colunista Fernando Molica, o ex-jogador se preparava para trocar de time: filiado ao PSB, o deputado negociava sua ida para o PR de Anthony Garotinho que, em 2014, tentará voltar ao governo do estado fluminense.

De acordo com a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR), as conversas estavam “bastante avançadas”. Segundo ela, o baixinho poderia se candidatar a senador, vice-governador ou a um novo mandato de deputado. Clarissa disse que Romário reclama de não ter conseguido disputar a Prefeitura do Rio em 2012. Ou seja, quer lançar seu nome para sucessão de Eduardo Paes.

O ex-jogador já havia manifestado o interesse de deixar o PSB ao primeiro-secretário do diretório do partido do Rio de Janeiro, Marcos Vilaça. Eleito em 2010, Romário foi o sexto candidato a deputado federal mais votado no estado: recebeu 146.859 votos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.