Beira-Mar é condenado a 80 anos de prisão por ordenar mortes de presídio

O traficante Luiz Fernando da Costa, de 46 anos, o Fernandinho Beira-Mar, foi condenado na madrugada desta quarta-feira (13), após dez horas de julgamento, a 80 anos de prisão por mandar matar três pessoas na Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio de Janeiro.  O crime aconteceu em julho de 2002 e a defesa informou que vai recorrer da decisão.

beira mar

Com esta sentença, o total da pena imposta a Beira-Mar chega a 200 anos de prisão. O criminoso está preso desde 2002. Atualmente, está na penitenciária federal de Catanduvas (PR).

Na época em que o crime foi ordenado, o traficante estava preso em Bangu 1, na zona oeste do Rio, e teria dado as instruções por telefonema feito por meio de celular.Beira-Mar foi considerado culpado de mandar executar Antônio Alexandre Vieira Nunes, o ‘Playboy’, Edinei Thomaz Santos e Adailton Cardoso de Lima. Os dois primeiros foram mortos, gerando pena de 30 anos por cada assassinato, e o último conseguiu escapar, o que gerou mais 20 anos de pena por tentativa de homicídio.

Os advogados de Beira-Mar pediram que o julgamento fosse adiado em razão da ausência das seis testemunhas, entre acusação e defesa, mas o juiz Murilo André Kieling, do 4º Tribunal do Júri da capital fluminense, prosseguiu com os trabalhos, encerrados perto da 0h de hoje.

Durante a leitura da sentença, o magistrado disse que Beira-Mar “ordenou o atuar dos asseclas pelo telefone, dentro do cárcere. Desafiou os grilhões do cárcere. Subjugou seus desafetos através da barbárie ou do terror. Uma típica execução sumária. A sociedade exige ação e repudio”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.