Morre mais uma vítima de queda de laje em Grussaí

Homem estava internado no Hospital Ferreira Machado desde o carnaval

desabamento de lage

Morreu no Hospital Ferreira Machado(HFM) mais uma vítima do desabamento da laje de uma casa, em Grussaí, São João da Barra. Walace Silva estava internado desde o carnaval, mas não aos ferimentos. Ele era primo da vendedora autônoma Simone Silva, que morreu no local.

Mais uma pessoa que foi vítima do desabamento se encontra internada em estado grave no hospital. A Polícia poderá indiciar o dono do prédio por homicídio culposo(sem intenção). A obra não tinha licença da prefeitura. Na ocasião, o coordenador de Defesa Civil da prefeitura, Adriano Martins, disse ao Campos 24 Horas que encontrou várias irregularidades no local.

Relembre o caso     O desabamento de uma laje de um prédio em obras matou uma mulher e feriu  oito pessoas no início da noite deste domingo de Carnaval(10/02), em Grussaí, litoral de São João da Barra. A vítima fatal foi identificada como Simone da Silva Vieira Cabral, de 36 anos, que morava no Parque São José, em Guarus, e era vendedora ambulante. O desabamento ocorreu na Avenida Afonso de Souza, no Bairro Telê Santana (Outro Lado da Lagoa).

Os feridos foram levados para o Hospital Ferreira Machado(HFM). Dois deles se encontram em estado grave e foram identificados como Walave Cláudio da Silva e Ralph, e são sobrinhos da vítima fatal. Segundo a Polícia, as vítimas estavam em um Churrasquinho, quando a laje da parte da frente desabou. Era grande o número de pessoas no local, já que havia a concentração do Boneco Batoré. Cinco equipes do Corpo de Bombeiros fazem o socorro das vítimas.

O coordenador de Defesa Civil da prefeitura de São João da Barra, Adriano Martins(foto ao lado) e o presidente da Câmara de Veradores do Município, vereador Aluízio, acompanham o resgate das vítimas.  Adriano disse ao Campos 24 Horas que interditou o obra após o acidente, já que não encontrou placas dos responsáveis técnicos, como exige a lei.

O Corpo de Bombeiros apurou que havia muita areia na laje. “Isso pode ter contribuído para o desabamento”, disse um bombeiro. Um Fusca que estava no local foi atingido. O veículo seria de propriedade do dono do prédio, que não foi encontrado no local.

Créditos: Site Campos 24 Horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.