Macaenses podem ser beneficiados com passagem de ônibus a R$ 1

Projeto de Lei foi apresentado ao legislativo esta semana

macae

O prefeito Dr. Aluízio propôs passagem de ônibus a R$ 1 durante seu pronunciamento na primeira sessão oficial de 2013 da Câmara de Vereadores de Macaé na noite da terça-feira, dia 19. O projeto de lei foi recebido com surpresa pela população presente. Caso a Câmara de Vereadores aprove o Projeto de Lei, a nova tarifa entrará em vigor já a partir do dia primeiro de março e deve beneficiar cerca de 120 mil pessoas, que utilizam o transporte público municipal como principal meio de locomoção em Macaé.

De acordo com a proposta, parte do valor atual da passagem de ônibus, que custa integralmente R$ 3,16, será subsidiada pela prefeitura, que contribuirá com menos de R$ 2 para complementar a tarifa já sem as taxas de impostos, repassando o custo de apenas R$ 1 para a população.

Segundo Dr. Aluízio, este é apenas o primeiro de vários outros grandes projetos sociais que a prefeitura pretende oferecer para a melhoria da qualidade de vida do macaense. “Apresentando este Projeto de Lei acreditamos na necessidade de se colocar a passagem a R$ 1 para que seja um fator de melhoria da qualidade de vida do macaense e de seu poder aquisitivo”, declarou. Ainda de acordo com ele, “a economia de R$ 1 a cada trajeto, no final do mês o cidadão terá mais dinheiro para investir na sua condição de vida e, consequentemente, vai estimular a economia do comércio e do município”. Para as 120 mil pessoas, esse projeto representa a possibilidade de um aumento de renda, visto que elas dependem dos ônibus na cidade e pagam com dificuldades a tarifa, diariamente.

DUPLICAÇÃO DA BR 101 E DA RJ 106

Além da apresentação da proposta, durante seu discurso Dr. Aluízio também defendeu a duplicação da BR 101 e da RJ 106 e ressaltou a importância dos poderes Executivo e Legislativo se aproximarem em prol da população, incentivando a realização de um governo baseado na transparência e na intensidade dos trabalhos para o desenvolvimento do município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.