Guarda Civil Municipal com nova dinâmica de trabalho desde o início de janeiro

Frota Guarda 1

Desde o dia primeiro de janeiro de 2013 a Guarda Civil Municipal vem adotando uma nova dinâmica de trabalho. Com 95 integrantes e uma frota de nove viaturas, sendo que seis foram recuperadas no início de janeiro, o foco nesses dois primeiros meses foi priorizar os eventos realizados pelo Executivo no litoral e zelar pelo patrimônio Público municipal.

Para isso foi necessário, de acordo com o comandante da GCM sanfranciscana, Ricardo Soares Alves, realizar de imediato uma força-tarefa para recuperar parte da frota que apresentava problemas. “A partir daí iniciamos nossa atuação desde o primeiro final de semana de janeiro no trabalho de visibilidade, que tem por objetivo aumentar a sensação de segurança em shows e demais locais com grande concentração de pessoas”.

No período de carnaval, além do esquema de 17 guardas atuando no município diariamente, houve reforço de 20 homens no efetivo para atender à demanda. O secretário aponta o campeonato de futebol de verão realizado na praia de Guaxindiba, o projeto Tenda Viva Cultura – nas praias de Gargaú, Santa Clara, Sossego e Guaxindiba – e os shows e demais eventos realizados no decorrer do verão pela Secretaria de Turismo como outros exemplos de atuação da Guarda.

– Pontos da área central e setores públicos, como Hospital Municipal Manoel Carola, contaram com a presença de nosso efetivo. Vale ressaltar que nos finais de semana de verão e dias de carnaval houve reforço no Hospital e no Posto de Saúde da sede do município. No Portal da cidade e em um dos extremos da Avenida Edenites da Silva Viana, mais precisamente no trevo que dá acesso às praias, colocamos viaturas que servem também para dar suporte ao comércio – explicou o comandante.

Dois grupos de apoio, compostos cada um deles por quatro guardas, sendo três do sexo masculino e uma do sexo feminino, também foram designados para atuar em situações de emergência. Eles percorrem o município em duas viaturas estando aptos a interferir, com uma estrutura adequada, em casos de conflitos e de desordem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.