PF investiga estágio por votos em SJB

A delegada titular da 145ª Delegacia Legal (DL) de São João da Barra (SJB), Madeleine Farias, informou  que o caso da suspeita de crime eleitoral envolvendo o candidato a vereador Maicon Cruz, da Coligação Compromisso com o Futuro (PSB/PSDC), já vinha sendo investigado antes das eleições municipais. Segundo ela, três pessoas procuram a delegacia uma semana antes do primeiro turno, ocorrido no último dia 7, para denunciar e que o caso já foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal (DPF), em Campos.

Segundo os pais dos estudantes, durante o período eleitoral, dois cabos eleitorais do sexo feminino, que diziam serem assistentes sociais, pediam votos para Maicon Cruz em troca de estágio remunerado, através do Programa Menor Aprendiz da Eletrobrás. O próprio Maicon teria marcado uma reunião com os jovens na última terça-feira, no Colégio Estadual Raimundo de Magalhães, no Distrito de Barcelos, para encaminhamento ao estágio e ele não compareceu.

A diretora do colégio informou que recebeu um telefonema de Maicon informando que a reunião havia sido suspensa porque o programa foi suspenso. Maicon, em contato com a equipe de reportagem de O Diário, negou as acusações. Ele é agente de saúde concursado da Prefeitura de SJB e morador de Atafona. Na última eleição, ele obteve 334 votos, sendo o 28º mais votado na cidade. Ele também negou ser assessor da prefeita de SJB, Carla Machado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.